O BALANÇO DA CABERJ E SUA CAMUFLADA PUBLICAÇÃO

Seguindo a sua tradição de falta de transparência, a administração da CABERJ publicou duas versões do seu trágico Balanço de 2017! O prejuízo astronômico de R$ 55,9 milhões foi o mesmo, mas as notas explicativas do Contador da Entidade mereceram tratamento diferenciado.

Para a ANS, a divulgação do Balanço seguiu os ditames da lei, com um detalhe: não foi publicado no Diário Oficial, nem em jornal de grande circulação, e nem no site e no De Fatos, mas sim no Monitor Mercantil, órgão de comunicação que, hoje, só é encontrado em sua sede social, ou seja, atrás da Central do Brasil!

Nessa publicação, há 23 notas e comentários do Contador.  Por outro lado, na publicação encaminhada aos associados e constante do kit de consulta para aprovação (ou não) do Balanço, não se vê nenhuma daquelas 23 notas do Contador! Quer dizer, o kit de consulta enviado ao Corpo Social sonegou o posicionamento do Contador, em uma maculada desinformação aos associados, caracterizando tal atitude em uma verdadeira omissão contábil nada elogiável!

Também nada se falou sobre o gigantesco prejuízo de R$ 55,9 milhões, que entra ano, sai ano está se tornando numa nefasta característica dos administradores da nossa CABERJ: só apresentam prejuízo! Até quando a Entidade vai suportar tamanha incompetência e falta de transparência?

Numa posição inimaginável, verifica-se que o Conselho Fiscal (COFIS) e o Conselho Deliberativo (CODEL), em seus pareceres finais, não comentaram o rombo de quase R$ 56 milhões, falando tão-somente e tenuamente acerca da conjuntura difícil do mercado. Entretanto, a Auditoria Externa – Walter Heuer Auditores Independentes – em um dos trechos de seu relatório, assim se reportou sobre a prestação de contas da CABERJ: “riscos de distorção relevante nas demonstrações financeiras, independentemente se causada por fraude ou erro, planejamos e executamos procedimentos de auditoria em resposta a tais riscos.”

Nesta oportunidade, estamos encaminhando ao Ministério Público Federal, para conhecimento, todo o material acima abordado.

Para finalizar e mantendo a nossa coerência e clareza nas atitudes no que tange a defesa a instituição CABERJ, recomendamos o voto NÃO quando da apreciação das contas.

 

A DIRETORIA

 

Obs.: Fac-símile dos cabeçalhos das publicações referidas.

assembleia geral caberj

kit de consulta

Não há comentários.

Leave a comment