É GRAVÍSSIMA A SITUAÇÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA DA CABERJ, EXPÕE CONSULTORIA. POR ISSO, RECOMENDAMOS O VOTO “NÃO” À PRESTAÇÃO DE CONTAS DA ADMINISTRAÇÃO DA CABERJ, a saber:

A análise realizada pela Consultoria CM NOGUEIRA revela os pontos críticos da situação financeira da CABERJ.

1) O Índice de Liquidez Corrente, entre os exercícios de 2016 e 2017, sofreu uma brutal queda de 38%, variando de 1,33 para 0,83. (vide gráfico do relatório)
2) Essa situação mostra que para cada R$ 1,00 de dívida de curto prazo, a CABERJ conta com apenas R$ 0,83.
3) O Ativo Circulante versus o Passivo Circulante varia inversamente. O Ativo decresce e o Passivo cresce, formando um X. (vide gráfico do relatório)
4) Variação negativa de 168% no Capital Circulante Líquido, saindo de um patamar positivo de R$ 32 milhões para um nível negativo de R$ 21 milhões, corresponde a uma perda de R$ 54 milhões, em apenas um ano.
5) O Patrimônio Líquido variou, de 2016/2017 de R$ 109,9 milhões para R$ 53,9 milhões, significando que a CABERJ ficará insolvente caso o patrimônio se torne negativo.
6) O Índice de Sinistralidade do biênio 2016/2017 evidencia o viés de desequilíbrio: 90% em 2016 e 97% em 2017. Isto quer dizer que, para cada R$ 100 arrecadados, sobram apenas R$ 3 para as despesas administrativas: pessoal, luz, telefone, impostos e etc. (vide gráfico do relatório)
7) Admitindo-se que a receita da CABERJ seja de R$ 10 milhões, sobram apenas R$ 300 mil para as demais despesas.
Como a Diretoria tem 6 diretores, com uma média salarial de R$ 30 mil, só aí essa despesa perfaz R$ 180 mil, mas levando-se em conta os encargos, tal despesa ultrapassa a R$ 300 mil.
8) O CODEL, o COFIS e a Diretoria da CABERJ estão brincando com fogo.
9) Finalmente, leiam a íntegra do relatório da Consultora.

Acesse o link do relatório da Consultora

http://aafbanerj.org.br/wp-content/uploads/2018/04/Parecer-da-Consultoria.pdf

Não há comentários.

Leave a comment