CABERJ Prejuízo Milionário

O Balanço divulgado juntamente com a prestação de contas apresenta um prejuízo de mais de 54 milhões. O Conselho Deliberativo atribui à crise econômica do país e ao fato do Estado do Rio de Janeiro haver atrasado em alguns dias o crédito dos valores consignados a favor da Instituição que ocorreu apenas uma vez (dezembro de 2016) e à inflação médica, etc... Verifica-se, no entanto, outras despesas de  grande vulto, como comissões e comercialização de cerca de 22 milhões além da criação de 4 (quatro) Diretorias Adjuntas ao custo direto de R$27.000,00 cada uma, mais R$28.000,00 para o Diretor Financeiro e R$30.000,00 para o Diretor Geral (com encargos o total perfaz  cerca de R$300.000,00), isto numa breve análise.

Não se vê por parte da Administração da CABERJ nenhuma proposta que aponte na direção da superação desse déficit. Por sinal, o que compõe esse déficit de 4,5 milhões mensais? São os planos Mater e Afinidade? O que dizer do Plano da Prefeitura? Apresentou lucro ou prejuízo?

Devemos aprovar uma prestação de contas com tamanho prejuízo, sem uma explicação mais clara?

Você DECIDE.

4 Responses

  1. Sou associado bem antigo da Caberj, e desde após a privatização do Banco, sem a contrapartida, a história é a mesma. Compraram imóvel para sede e venderam, não sei maiores detalhes. Sempre apresenta prejuízo. Falaram que com a Integral Saúde, tinha tudo para ser auto suficiente. agora, mesmo nos últimos anos, tendo o reajuste dos planos Mater e Mater Pleno, bem acima da inflação, parece que nada adiantou após o demonstrativo atual, que apresenta prejuízo. Diversos colegas foram obrigados a se retirarem do plano, assim, como seus familiares. Os demais planos de saúde apresentam sempre prejuízo? Sempre achei a estrutura da Caberj desproporcional em tamanho. Mais uma vez sobrará par os associados, especialmente para os mais idosos. Chegaremos a um ponto se continuar assim, que teremos um futuro sombrio para Caberj. Para não falarmos que a rede credenciada de médicos e outros só vem deixando a desejar. Qual seria a solução? A única certeza é que sobrará para nós associados, mais uma vez pagarmos a conta, isto, para aqueles que tiverem condições financeiras. Em outros planos particulares a situação também é alarmante, pelos motivos apresentados pela diretoria da Caberj? Migrar para outros planos com a idade dos nossos associados fica quase impossível, a não ser em um plano coletivo. É muito delicada a situação.
  2. Na qualidade de associado Mater Pleno, acho que é chegada a hora de provocarmos uma assembleia extra o mais próximo possível para que possamos de fato nos inteirar do que ocorre na Caberj. Um balanço por si só não é o suficiente, e estamos convivendo com estes resultados negativos e ninguém se mexe para esclarecer. Também avalio que temos uma estrutura desproporcional ao porte da Caberj, uma estrutura que poderia se dizer de luxo se considerarmos que somos um convênio de porte médio. Temos que procurar resolver os problemas existentes enquanto há tempo Estou colocando um NÃO na cédula.
  3. Na página 116 do relatório é feita referência a um prejuízo da subsidiária CABERJ S/A. no valor de R$ 10.586.690. Este valor corresponde a 70,52% do capital social, que é totalmente integralizado pela CABERJ. Em 2016 a CABERJ fez um aporte de capital de R$ 8 milhões, para cobrir prejuízos acumulados da subsidiária. A venda de todos os imóveis da CABERJ a preço de balanço, seria insuficiente para cobrir o prejuízo de R$ 54,6 milhões em 2016. Para estancar a hemorragia de um patrimônio constituído durante muitos anos de trabalho e competência, alguma providência deve ser tomada com urgência antes que as duas CABERJ entrem em agonia profunda. Sou associado com mais de 85 anos de idade e fundador da CABERJ. Constatei que em 2016 o valor de nossa contribuição no plano Mater foi superior a 24.800 reais, enquanto as despesas médicas pagas pela CABERJ não atingiram a 5% do total das contribuições. Qual a verdadeira origem do prejuízo? Vejo na AAFBanerj uma entidade capacitada para articular medidas de sobrevivência da nossa CABERJ. Em 10/04/2017
  4. SEMPRE ME PRONUNCIEI FAVORÁVEL A APROVAÇÃO DOS BALANÇOS APRESENTADOS. ENTRETANTO, VEJO HOJE QUE A CABERJ DISPÕE DE UMA ESTRUTURA FARAÔNICA INCOMPATÍVEL COM SUA SITUAÇÃO FINANCEIRA. OS NUPRE ACARRETAM UMA DESPESA MUITO ELEVADA, QUANDO SERIA MAIS BARATO CONVÊNIOS COMO JÁ FORAM ADOTADOS ANTERIORMENTE. SOU PAI DE UMA FILHA ESPECIAL, PORDORA "FENILCETONÚRIA, 86K QUE EXIGE UMA SÉRIE DE CUIDADOS ALIMENTARES CARÍSSIMOS E DE OUTRAS ATIVIDADES COMO FISIOTERAPIA. MEDICAMENTOS DE USO CONTÍNUO DE PREÇOS ALTOS E QUE A CABERJ N ÃO DISPÕE NO ROL DOS JÁ CONHECIDOS. JÁ PASSEI POR 3 PONTES SAFENA E 1 MAMÁRIA. MINHA ESPOSA CÂNCER DE MAMA E COM TUDO ISTO NUNCA NOS FOI OFERECIDO, SE QUER, FISIOTERAPIA EM CASA. SOU FUNDADOR DA CABERJ E VEJO COM REAL TRISTEZA SALÁRIOS VULTOSOS EM DETRIMENTO DE UM ATENDIMENTO COMPATÍVEL COM NOSSA IDADE BEM AVANÇADA. É LAMENTÁVEL CHEGARMOS A ESTA CONDIÇÃO DEPLORÁVEL. ESPERO QUE TENHAM JUÍZO NO MOMENTO DOS NOVOS CÁLCULOS, JÁ QUE O IGPM ESTÁ NEGATIVO ,

Leave a comment